Largos Dias Têm 100 Anos

Editora:

Ano de Edição: 2004

Encadernação: Capa Mole

Nº de Páginas: 252

Resumo:

Reza uma estória que foi durante um jantar que o responsável pela Ideias & Rumos lançou o convite ao presidente do Futebol Clube do Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, para escrever as suas memórias. A resposta imediata foi um silêncio, que durou alguns meses até ao momento em que, por fim, Pinto da Costa aceitou o desafio.

“Largos Dias Têm 100 Anos” acolhe os 40 anos de dirigismo de uma das figuras incontornáveis do desporto português. Frontal e polémico, amado por muitos, odiado por outros tantos, Jorge Nuno Pinto da Costa não passa despercebido a ninguém, nem mesmo aos que se afirmam indiferentes ao fenómeno do futebol.

Embora tenha sido divulgado que não se espera dela nenhuma surpresa, a verdade é que esta obra por certo dará a conhecer pormenores de um percurso longo e repleto de sucessos, num texto que, conforme já sublinhou Pinto da Costa, foi escrito pelo próprio punho, é rigorosa nos factos e precisa nos detalhes, deixando adivinhar uma prosa irónica e irresistível. “[Trata-se] da minha vida desportiva e vocês conhecem-na. Tudo o que está relatado é correcto, com exactidão e com verdade. Não haverá muitas surpresas”.

É esta extraordinária autobiografia, profusamente ilustrada, que se apresenta em “Largos Dias Têm 100 Anos”. Uma obra serena e um testemunho de como se pode estar na vida de uma forma apaixonada sem ultrapassar a fronteira dos excessos.

5.00 €